Festa da Aleluia em Moreiras Grandes

Festa da Aleluia em Moreiras Grandes
 A 5 quilómetros de Cem Soldos fica a localidade de Moreiras Grandes, já no concelho de Torres Novas na freguesia de Assentis.

Também nesta localidade se realiza a “Festa da Aleluia”. Aqui a tradição só tem cerca de 70 anos e foi importada da aldeia de Cem Soldos por Luís Mourão. Os seus pais residiam em Moreiras Grandes, mas passava algumas temporadas em Cem Soldos, porque tinha lá alguns familiares. A tradição pegou e todos os anos, era uma festa para as crianças, porque no final eram oferecidas guloseimas e atribuídos prémios. Durante muitos anos, a organização esteve a cargo dos familiares e desde há alguns passou a ser organizada pela colectividade local.

Manhã de domingo de Páscoa, 8 de Abril de 2007.

Hoje o ritual da “Festa da Aleluia” em Moreiras Grandes já não tem a característica pagã nem a mesma força que antigamente e é diferente da tradição que ainda se mantém em Cem Soldos. No entanto ainda existem pessoas na aldeia de Moreiras Grandes que se recordam de antigamente a festa ser idêntica à realizada em Cem Soldos. Também partiam as cruzes na escadaria da capela e até iam ao cemitério em Casais da Igreja.

Desde há alguns anos que esse ritual foi eliminado, como nos informou um popular: “As pessoas vão evoluindo e desde há alguns anos que esse acto não é feito. No final, levam as cruzes e os ramos para casa e aproveitam as flores”.Foram poucas as crianças e os adultos que saíram da capela de Moreiras Grandes enquanto o sino tocava para darem início à “Festa da Aleluia”. Durante a caminhada apenas foram entoados cânticos religiosos alusivos à Páscoa. Os rapazes levam cruzes, mas na maioria são coladas em cartazes artísticos. As meninas e algumas pessoas adultas levam os ramos. Ao longo da caminhada juntaram-se mais pessoas e outras estavam à porta para verem passar o cortejo. O pequeno percurso terminou na sede da associação, onde foram escolhidos os melhores trabalhos e o melhor ramo. O vencedor foi o pequeno Tiago de 7 anos, que recebeu 10 euros e uma medalha pelo seu trabalho: um cartaz onde colou areia, flores silvestres apanhadas no pinhal e 3 cruzes. Na categoria dos ramos, a vencedora foi a D. Hortense com um ramo matizado de cores de flores do campo, onde estavam entre outras, alhos bravos, galos, malmequeres e alecrim.

Repórter da História

 

A Festa da Aleluia em Moreiras Grandes já existia na década de 40 e ocorria no dia de sábado de Aleluia. O «Fruto da Notícia» encontrou nas páginas do jornal “O Almonda” referências a esta festa:

 

Moreiras Grandes, 4

(…) As crianças comemoraram também o sábado da aleluia, percorrendo com as cruzes e ramos e número muito elevado as ruas da nossa terra.

(O Almonda nº 1341, 7 de Abril de 1945)

 

 

Moreiras Grandes, 5

Decorreu animadamente as comemorações do Sábado de Aleluia, realizada pelas crianças da nossa terra.

Como de costume, as ruas foram percorridas por um numeroso grupo de crianças, empunhando umas, as suas cruzes ornamentadas de flores em tons diversos, outros lindos ramos de flores.

É na realidade uma festinha simples, deveras curiosa e interessante, acarinhada por alguns dos nossos conterrâneos, que além do prémio pecuniário que dão a quem apresentar a cruz mais bela, distribuem bolos por todas as crianças.

(O Almonda nº 1447, 19 de Abril de 1947)

 

 

Sobre Fruto da Notícia

Jornal « Fruto da Notícia »
Esta entrada foi publicada em Uncategorized. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s