Perseguição policial em Outeiro Pequeno termina em incêndio

PERSEGUIÇÃO  POLICIAL TERMINA EM INCÊNDIO

Ao final da manhã do dia 7 de Julho de 2006, uma brigada policial perseguiu 3 indivíduos que seguiam num veículo “Bedford” antigo, carregado de diversos materiais de sucata cujo destino era a venda a algum dos sucateiros de Outeiro Pequeno. O veículo entrou na localidade, mas dada a perseguição da força policial, tentaram a fuga e conduziram a viatura pela estrada rural que faz a ligação entre as “Cadeirinhas” -Outeiro Pequeno e o “Sobral” (saída pela Cruz da Pedra).

No entanto, devido ao reforço de brigadas policiais que foram chamadas, os indivíduos abandonaram a viatura, deixando-a ligada na extremidade da propriedade de Josefina Pereira.

Os fugitivos estavam armados e ameaçaram um elemento feminino pertencente ao município torrejano. Na fuga, um dos indivíduos deixou cair alguns documentos particulares, os quais permitiram a sua identificação.

Durante o desenrolar dos acontecimentos, o veículo que fora abandonado, pegou fogo, não se sabendo se a origem terá sido o seu sobreaquecimento ou fogo posto para despistar as forças policiais. O fumo negro e os estrondos provocados pelo rebentamento de pneus e depósito de combustível rapidamente alertaram a população para a situação que estava a ocorrer. A situação ficou mais complicada, quando o fogo começou a alastrar pelas propriedades contíguas.

Fernando Taxa que trabalhava por perto, foi alertado pela esposa para o fumo que indicava algum incêndio. Rapidamente, chamou os Bombeiros Voluntários de Torres Novas. Cerca de meia dúzia de veículos combateram o incêndio que felizmente, não chegou ao pinhal das Moreiras, nem às sucatas de Fernando Taxa que estavam ali bem próximo. Os prejuízos causados resumem-se a algumas árvores queimadas entre as quais oliveiras e figueiras.

Diversos elementos da GNR estiveram no local e fizeram cerco aos fugitivos. Os 3 indivíduos foram capturados, um dos quais na Rua Principal, a escassos metros do termo da localidade e um outro na estrada da Mata.

Até ao fecho desta edição não foi possível apurar se a fuga com a viatura se deveu a mercadoria roubada ou à falta de documentação para a circulação da mesma.

 

 

Estamos seguros?

 

O tempo em que as aldeias eram seguras e as pessoas saíam despreocupadas à rua, e ficavam tranquilas em relação às suas casas ou estabelecimentos já faz parte do passado.

A insegurança tem aumentado vertiginosamente de dia para dia. Apesar das rondas nocturnas efectuadas diariamente no concelho pelas forças policias, os assaltos a pessoas e estabelecimentos continuam.

A droga é a responsável por cerca de 80% da criminalidade do nosso país e vitima muitos jovens que acabam por recorrer ao roubo para sustentar a sua dependência.

Também o número de imigrantes, alguns dos quais sem quaisquer condições e sem apoio enveredam pelo caminho mais fácil: a violência e a marginalidade.

A aldeia de Outeiro Pequeno não foge à regra e nos últimos tempos os sucateiros já receberam por várias vezes durante a noite a visita dos “amigos do alheio”. A marginalidade aumenta, e os larápios roubam de noite para venderem durante o dia. Como nos últimos tempos, o preço do cobre está em alta, alguns sucateiros que o comercializam já foram vítimas de roubo, alguns dos quais por várias vezes.

Conhecida pela terra dos sucateiros, os larápios vêm até cá cada vez em maior número para venderem o produto dos roubos. 

As aldeias estão cada vez mais próximas da realidade suburbana.

Sobre Fruto da Notícia

Jornal « Fruto da Notícia »
Esta entrada foi publicada em Uncategorized. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s