Emigrantes no Luxemburgo efectuam Volta a Portugal de Mota

Emigrantes no Luxemburgo efectuaram uma Volta a Portugal de mota durante 10 dias. A comitiva passou por Outeiro Pequeno.

 

Cinco emigrantes no Luxemburgo com idades compreendidas entre os 35 e os 45 anos lembraram-se há cerca de um ano de efectuar uma volta a Portugal  de mota. Os cinco amigos que residem no Luxemburgo num raio de 15 quilómetros, encontram-se frequentemente nos mesmos sítios, gostam de uma boa cerveja e do futebol, apesar de terem clubes diferentes. Ao «Fruto da Notícia» referiram que “foi uma ideia maluca”. Aproveitaram as boas condições meteorológicas que Portugal oferece e puseram-se a caminho. Os preparativos já começaram há um ano. A ideia partiu de Paulo Crisóstomo, natural de Tondela, no distrito de Viseu.

Um imprevisto de última hora, por motivos de saúde impediu que um deles, Paulo Sousa, natural de Cervães não participasse nesta iniciativa.

Este contratempo obrigou a terem que efectuar o percurso de avião tendo que embarcar na Alemanha. As motas vieram do Luxemburgo numa carrinha até Mortágua.

Partiram do Luxemburgo com uma temperaturas de apenas 7º C e chegaram ao Porto – Portugal com o termómetro a marcar 24ºC.

Carlos Mendes de Sousa é um dos participantes nesta aventura. Os pais (Manuel de Sousa Mecha e Carminda da Conceição Mendes) residem em Outeiro Pequeno e acolheram na sua residência o grupo no passado sábado, dia 3 de Junho.

Carlos Sousa referiu ao «Fruto da Notícia» que o objectivo da aventura é efectuarem cerca de 2.500 quilómetros a percorrer o país do Minho ao Algarve. Só não vieram de mota, porque seria uma viagem muito cansativa e que demoraria 3 dias para cada lado. Assim, a distância que separa os dois países, será percorrida em estradas portuguesas. Só andarão em estradas nacionais e aldeias, pelo que as auto-estradas são excluídas do percurso.

Montados em três “Hondas” e uma “Kawasaki” chegaram ao Outeiro Pequeno ao final da tarde de sábado, dia 3 de Junho. Desde o dia anterior, data em que chegaram ao Porto, já haviam passado por Tondela, Caramulo, Águeda, Buçaco, Luso, Mealhada, Cantanhede, Figueira da Foz, Pombal, Leiria, Marinha Grande, S. Pedro de Moel, Nazaré, Batalha e Fátima. Em Pombal, José de Oliveira, visitou os pais.

As paragens são poucas. Apenas para pernoitar,  atestar os depósitos das motas, efectuar as refeições e de vez em quando  beberem alguma cerveja para refrescar. Estas estão na lista daquilo que Portugal tem de melhor. Segundo o grupo, Portugal tem um óptimo clima, o mar e a “Super Bock”.

 

No dia 4 partiram de Outeiro Pequeno, rumo a Salvaterra de Magos onde almoçaram e seguiram viagem para Albufeira. Depois seguir-se-ão outros percursos: Torres Vedras (terra do Nuno Rodrigues), Minho entre outras. A partida para o Luxemburgo está marcada para o dia 11 de Junho

Sobre Fruto da Notícia

Jornal « Fruto da Notícia »
Esta entrada foi publicada em Uncategorized. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s