Caminhar faz bem à saúde

Não requer dinheiro, um local especial e nem possui contra-indicações. Pelo contrário, é um grande aliado na prevenção de doenças, na estética (melhora medidas e curvas) e beneficia a paz de espírito. Nesta época, em que o tempo dedicado à prática de exercícios físicos é cada vez mais escasso, transformando as tensões do dia a dia no trabalho, no trânsito e nos afazeres domésticos em stress, sobressai o grande valor da caminhada a pé: um exercício saudável, que não discrimina as pessoas nem por idade nem por nível sócio-cultural. Está ao alcance de todos, homens, mulheres, adultos, jovens, crianças e idosos, ricos e pobres.

 

É grande o número de indivíduos sedentários, que passam o dia sentados num escritório, ou em casa, horas a fio a verem telenovelas sem praticar nenhum exercício físico. Resultado: qualquer distância mais longa ou subida íngreme (escadas ou ladeiras) deixam qualquer um ofegante. Sem disposição física, ficam também mais propensos a doenças e irritações. E depois é como uma bola de neve – envolvem-se cada vez mais em situações conflituantes. A ansiedade decorrente disso só piora as coisas. Como a aparência também é um reflexo do espírito, a pessoa parece feia e envelhecida. O sedentarismo afecta a postura e começam a surgir as "indesejáveis gorduras". E depois, o espelho e a balança tornam-se inimigos.

 

A caminhada é um dos melhores antídotos para estes problemas. Deixa o organismo saudável, rejuvenesce, o praticante sente-se mais feliz e, consequentemente, a sua aparência irradia esse estado de espírito. Diminui as medidas e reequilibra o peso. Enquanto caminha, também pode aproveitar para meditar e relaxar. Assim, a mente fica livre para o surgimento das boas ideias. Recupera a criatividade e a vontade de desenvolver coisas. Estudos científicos atestam ainda outros efeitos positivos da caminhada, como a liberação de uma substância capaz de aumentar a sensação de bem-estar, diminuir a depressão e aliviar a tensão ou qualquer tipo de dor.

A actividade física está intimamente ligada à diminuição dos riscos de doenças cardiovasculares, reduz relativamente a pressão arterial, reduz os níveis de gordura no sangue (controla o colesterol), a circulação nas veias e nas artérias do organismo, assim como diminui o stress emocional, reduz o peso, actua na prevenção da osteoporose melhora a auto-estima e propicia boas noites de sono.

Pulmões a funcionar a pleno vapor, ossos fortes e peso ideal são os factores comuns a quem caminha ou faz 30 minutos diários de algum exercício físico, saindo assim, do grupo dos sedentários e portanto dos que correm mais riscos.

 

Apesar da caminhada oferecer os mesmos benefícios da corrida, a caminhada é de maior segurança e menos riscos de lesões. É aconselhável  escolher um terreno regular para evitar quedas e locais com bastantes árvores, dado que estas libertam oxigénio e assim é possível inspirar maior volume de ar com qualidade e a respiração é feita com maior intensidade. Aproveitando o percurso, a pessoa deve procurar apreciar e sentir a natureza, ouvir o canto dos pássaros e relaxar a mente e o corpo da tensão acumulada. Para quem não está acostumado a praticar exercícios físicos, é recomendável de início efectuar uma caminhada de 15 minutos pelo menos três vezes por semana e ir aumentando gradualmente o tempo e depois o ritmo. Também é muito importante beber água antes, durante e depois da caminhada e fazer uma refeição leve (frutas e sucos) pelo menos uma hora antes da actividade.

Deve escolher um horário, de preferência no período da manhã até às 10 horas ou ao final da tarde após as 17 horas, quando o calor já não é muito forte. Procure um local agradável e seguro, onde não haja poluição e muitos carros, evite também os terrenos muito acidentados.

 

Ao caminhar a pessoa deve respirar normalmente, sem impor um ritmo determinado, vestir roupas leves que não prejudicam a transpiração e a evaporação e usar calçado apropriado (com amortecimento no calcanhar) para diminuir o impacto e evitar escorregar. Deve ainda ser fechado atrás para dar estabilidade às passadas. Para as caminhadas é aconselhável utilizar ténis adequado.

Ao caminhar, olhe para a frente, mantendo o abdómen contraído.

É agradável ver as pessoas a fazerem caminhadas porque é saudável e oxigena o cérebro, ajudando a diminuir o stress acumulado durante o dia.

Felizmente que já se encontram muitas pessoas a caminhar de manhã e ao fim do dia.

O «Fruto da Notícia» foi saber as razões porque caminham os outeirenses.

Durante mais de um ano, Lucília Lourenço Simões de 62 anos efectuou diariamente uma caminhada durante meia hora por dia. Saía de casa e efectuava o percurso de ida e volta até à estrada nova (entrada de Outeiro Pequeno). “Sentia-me muito gorda e por conselho de outras pessoas comecei a caminhar a pé, porque diziam que fazia bem”. E logo os resultados começaram a aparecer: “Sentia-me bem em efectuar o caminho todos os dias. No entanto, ao fim de um tempo comecei a sentir uma dor no peito do lado do coração. Não liguei muito, mas quando voltei a uma consulta médica de rotina, foi-me solicitado um electrocardiograma o qual acusou alterações. Por conselho médico e enquanto não fizesse mais exames, fui aconselhada a não efectuar mais caminhadas, ou caso contrário, que fossem efectuadas devagar. Ultimamente tenho andado a efectuar os exames e aguardo os resultados.”

  

Maria Piombina de Sousa Reis Gonçalves, de 75 anos gosta de caminhar embora reconheça que não efectua as caminhadas como devia ser. E quanto aos benefícios das caminhadas está devidamente elucidada: “faz muito bem para oxigenar o organismo, desentropecer os músculos, dá mais energia, faz bem aos ossos e ao espírito…”. Também o seu médico naturista a aconselhou a caminhar. Efectua as caminhadas ao final da tarde, embora oiça dizer que “deviam ser na parte da manhã, quando a atmosfera está menos poluída”. Não gosta de caminhar sozinha, porque “nunca se sabe o que pode acontecer pelo caminho”. Assim, normalmente vai juntamente com as vizinhas: Belmira Vicente e a Céu “da Ti Morena”. O percurso dura cerca de meia hora: Cadeirinhas -Tojais – Mato Gordo – Fonte.

Recentemente esteve 3 meses em Sacavém e não efectuou as  caminhadas. “Notei bem a falta das caminhadas quando regressei”, reconhece Maria da Piombina.

Quase todos os dias, Maria do Céu Santos Reis, de 67 anos faz também a sua caminhada a pé juntamente com as vizinhas. Durante cerca de 30 minutos dá a volta pelos Tojais, Mato Gordo e Fonte. Também foi aconselhada pelo médico a andar pelo menos 2 quilómetros por dia. “Faz bem, fico mais solta. Aconselho todas as pessoas a fazerem caminhadas. Se as pessoas de uma certa idade vão ficar paradas, acabam por ficar perras”.

Belmira de Jesus Vicente, de 79 anos, acompanha as vizinhas Maria do Céu e Maria Piombina.

 

Maria José Pereira Sousa Reis, de 47 anos começou há 6 anos por conselho do médico a efectuar caminhadas a pé. Os problemas respiratórios que a atormentam desde bebé (asma) e circulatórios (má circulação nas pernas), foram os motivos para caminhar 8 quilómetros por dia. Mas, como não tinha companhia para efectuar as caminhadas de manhã, optou por andar ao final do dia juntamente com o marido, António José. De início, andava 2 quilómetros e depois foi subindo a escala gradualmente. E os resultados foram satisfatórios: “Fez-me muito bem. Agora estou parada há um ano e acho que já não consigo fazer as caminhadas que fazia. Já estou um bocadinho ferrugenta por ter parado. Já estou a precisar de voltar a andar outra vez, porque estou a notar novamente a má circulação nas pernas. Em relação à asma fiquei muito melhor. Já consigo fazer a respiração correctamente.”

Ilda dos Santos Gonçalves tem 67 anos e ouviu tantas vezes na televisão a aconselharem as pessoas a fazerem caminhadas que decidiu seguir o conselho: “Ouvia dizer que era bom para o colesterol, o coração e a tensão. Como tenho problemas de tensão há mais de 20 anos, decidi seguir o conselho”. O percurso não é sempre o mesmo, mas todos os dias pela manhã caminha cerca de uma hora. Para além das caminhadas, há vários anos que vai à natação uma vez por semana. E quando a resultados: “Sinto-me melhor quando ando a pé”.

 

Nas análises laboratoriais que efectuou, Maria Lucília Reis Clérigo de 67 anos, apresentou o colesterol alto e logo foi aconselhada pela médica de família a fazer uma caminhada de pelos menos meia hora por dia. “Eu tinha o colesterol alto e estava a engordar muito. E logo a médica me aconselhou a caminhar”. Apesar dos 82 anos, Lucília dos Reis, ainda caminha a pé cerca de 40 minutos diários todas as manhãs juntamente com a vizinha Maria Lucília. Fonte, Mato Gordo, Paço, Outeiro Grande, são alguns dos itinerários. Quando vão para o Mato Gordo, dão sempre algumas voltas ao campo de futebol de Outeiro Pequeno. Lucília dos Reis gosta de caminhar e os resultados obtidos são bons: “Sinto que me faz bem. Ando mais desembaraçada. Se estou em casa sentada a dar pontos chego à noite e não me posso mexer”.

Evite o carro para ir a lugares próximos – prefira caminhar porque faz bem à saúde e à carteira.

 

Para finalizar, aqui fica a sugestão: coloque uma roupa leve, bons calçados, proteja-se do sol e saia para uma caminhada! Caminhar é o melhor exercício físico para todos, e sem contra-indicações. Aproveite, saia e caminhe! Lembre-se de que caminhar faz bem à saúde!

About these ads

Sobre Fruto da Notícia

Jornal « Fruto da Notícia »
Esta entrada foi publicada em Uncategorized. ligação permanente.

2 respostas a Caminhar faz bem à saúde

  1. FRANCI diz:

    CAMINHAR E CORRER É FUNDAMENTAL NA MINHA VIDA…

  2. David Junior diz:

    Eu pesava 96 Kilos.E agora estou pesando 86 Kilos…E graças a caminhada e corrida pela manha que eu consegui perder estes Kilos que eu tinha antes…E voces gordinhos e gordinhas,façam como eu…Nunca desistam de caminhar e correr todos os dias.E foi assim que eu perdi os dez Kilos.Deixem a preguiça de lado e vamos caminhar e correr…Para o bem de nossa saude e para o bem do nosso corpo tambem!David Junior.Candeias.Jaboatao dos Guararapes.Pe.

Deixar uma resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

WordPress.com Logo

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Log Out / Modificar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Log Out / Modificar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Log Out / Modificar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Log Out / Modificar )

Connecting to %s